A Mediação de Conflitos e a Cultura de Paz

Imagem courtesia de Master isolated images / FreeDigitalPhotos.net

Imagem courtesia de Master isolated images / FreeDigitalPhotos.net

A Mediação de Conflitos e a Cultura de Paz

“A cidade ideal não é aquela fantasiada e descrita nos mais minuciosos detalhes pelos utópicos, onde reinaria uma justiça tão rígida e severa que se tornaria insuportável, mas aquela em que a gentileza dos costumes converteu-se numa prática universal”.

Norberto Bobbio

A Mediação de conflitos é uma das “tecnologias” da Cultura de Paz, pois a essência da Mediação está conectada e comprometida com a pacificação social e fundamentada nos princípios que favorecem o desenvolvimento de um mundo mais digno, harmonioso e que inclui a solidariedade, liberdade e prosperidade.

O poder do diálogo que legitima seus interlocutores a expressarem o que é subjetivamente valioso para si é um exercício de empoderamento social que dá ação para que as pessoas protagonizem suas vidas.

A proposta da Mediação de conflitos é que o diálogo transparente e inclusivo de todos os interesses e necessidades é a melhor ferramenta para o entendimento entre as pessoas, de maneira a tornar a guerra e a violência inviáveis.